Testemunhos

Frutos bem-aventurados

Padre Tiago Alberione, ao falecer em 1971, legou à humanidade não apenas um caminho a ser percorrido por seguidores de seu carisma, mas várias opções a serem trilhadas. A rica herança espiritual de Alberione pode ser encontrada em cinco congregações religiosas. A primeira a surgir, em ordem cronológica, em 1914, foi a Pia Sociedade de São Paulo (Congregação dos Padres e Irmãos Paulinos), seguida pela Pia Sociedade Filhas de São Paulo, as Irmãs Paulinas, fundada em 1915. Em 1924, surgiu a Congregação das Pias Discípulas do Divino Mestre; em 1938, as Irmãs de Jesus Bom Pastor (ou Irmãs Pastorinhas). A última congregação fundada por Padre Alberione, em 1957, foi a Congregação Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos (Irmãs Apostolinas).

Todas as congregações paulinas têm presença marcante no Brasil e, como era esperado, seus membros provinciais receberam com júbilo a beatificação do fundador – confira os depoimentos a seguir. Entre outras razões porque o fato chamará a atenção para o trabalho desenvolvido por elas e contribuirá para o fortalecimento de seus carismas. Mas o reconhecimento de Padre Alberione como bem-aventurado não foi uma surpresa para a Família Paulina. Para seus membros, isso aconteceria mais cedo ou mais tarde. Afinal, ele foi um apóstolo da era moderna, que anteviu nos veículos de comunicação social um púlpito para a evangelização da humanidade.

Estímulo no carisma

irma-bertila-picelli“O Papa João Paulo II, ao beatificar Padre Alberione, reafirma que suas obras e palavras foram regidas pela vontade divina. Para nós, da Família Paulina, confirma o que já acreditávamos: tudo o que nos deixou o fundador respira um clima de santidade. A beatificação despertará o interesse de muitos sobre nossa Família. Todos os seus membros se sentirão irmanados, pois juntos realizaremos várias celebrações e refletiremos sobre o nosso compromisso de anunciar Cristo Mestre e Pastor, Caminho, Verdade e Vida.
Para as Irmãs Pastorinhas, a boa-nova da beatificação será um estímulo. Vamos ter mais segurança, convicção e credibilidade na vivência do nosso carisma. Porque nosso agir não se reduz à ação evangelizadora ou promocional, mas é um apelo a sermos santos e santas em meio às adversidades do mundo. A Pastorinha ao lado do pároco é como Maria ao lado de Jesus. Com o crescimento da popularidade de Padre Alberione, seus admiradores perceberão que ele teve grandes preocupações pastorais, ardor missionário e dedicação apostólica. Esse reconhecimento os levará a compreender melhor nossa missão e será um impulso no seguimento de Jesus Bom Pastor, como ele nos deixou na proposta congregacional: ‘Olhai Jesus Bom Pastor e vivei com ele’.”

Irmã Bertila Picelli
Congregação das Irmãs de Jesus Bom Pastor (Pastorinhas)
Província Padre Alberione, São Paulo (SP)

Empreendedor místico

irma-albina-bosio“A beatificação de Padre Alberione, neste momento, tem um significado histórico para toda a Família Paulina. Porque a humanidade está vivendo em plena cultura da comunicação social. Penso que nem mesmo o fundador, no tempo em que fundou as várias congregações, poderia imaginar a abrangência que teria o carisma que estava recebendo do Espírito Santo e oferecendo para o crescimento e o enriquecimento da Igreja. Sua beatificação significa a confirmação desse caminho por ele iniciado e, também, que a sua maneira de viver deve ser um exemplo para nós, seus seguidores e seguidoras. Padre Alberione viveu intensamente, foi um místico empreendedor e um empreendedor místico.

Para o nosso carisma de Irmãs Pastorinhas, a beatificação é um impulso para abraçarmos ainda mais a comunicação em seu aspecto pessoal, com este zelo de acompanhar cada pessoa, em sua comunidade, para o seu crescimento espiritual. Embora ele tenha trabalhado a comunicação social de modo mais abrangente, Padre Alberione jamais se descuidou desse alcance mais particular da comunicação. Não esqueceu o ser humano em sua dimensão pastoral. E esta é a razão da nossa existência e carisma. Não podemos esquecer que vivemos, atualmente, em uma sociedade sedenta de aconchego e que as comunidades e paróquias necessitam dessa comunicação pessoal.”

Irmã Albina Bosio
Congregação das Irmãs de Jesus Bom Pastor (Pastorinhas)
Província de Jesus Bom Pastor, Caxias do Sul (RS)